DEPP X HEARD – por alguém que acompanhou tudo desde o início

É engraçado ver como uma ideologia cega as pessoas. E quando digo em cegar é que elas perdem o senso de justiça e o filtro da realidade. Usam um cabresco que não as permitem olhar em torno de toda a história.

Sou fã do Depp desde 1997. Comecei a gostar dele pelo trabalho dele em Edward. Personagem este com o qual me identifiquei imediatamente. E quando me intitulo fã eu digo em um contexto geral. Acompanho tudo dele por fan sites e sites especializados em notícias do cinema. Premiere sempre procuro um live na internet para assistir e ver o que ele vai aprontar. Ele sempre apronta algo. Só que eu acompanho um artista que odeia aparecer. E isso é uma frase dele. E bem os cabelos no rosto e o uso do chapéu são provas disso.  A questão enfim é que vi o relacionamento do Johnny com a Heard começar.  Desde antes ele fazer a loucura ( acho loucura o casamento em geral só pra constar) de se casar. Quando soube por uma postagem que ele iria se casar eu logo pensei que dessa vez ele realmente tava maluco. Ele não casou com a Vanessa que é mãe dos dois filhos dele, porque raios resolveu se casar com a Heard? Mesmo estranhando, guardei meu estranhamento no bolso e apoiei o casamento, daí do nada ele resolve aparecer em todos os tapetes vermelhos possíveis e nunca sozinho, sempre com ela. Falei opa, que bom! Ele ta saindo da toca e aparecendo mais, mesmo que acompanhado, mas aparecendo. Fez publicidade coisa que nunca tinha feito,  saiu do casulo musicalmente, e a Amber sempre o apoiando, aparentemente. Mas em contrapartida via comentários de amigos e família contrários ao relacionamento desde o início. Achávamos que era só fofoca. Mas agora será que era mesmo? A dúvida ainda persiste. Daí veio o inimaginável! Depp é acusado por Amber de agressão.

Como assim? Aonde tá? Cadê?

Bom, sei que ele é revoltado e tal as vezes, que tem um gênio explosivo, mas bater em alguém? Ele não fez isso nem com paparazzi que estava sendo bem maldoso com uma criança numa premiere, porquê raios faria isso agora com a Heard? Fui verificar outras fontes além do TMZ. Que diga-se de passagem foi quem começou tudo e que claro depois do lance do MJ não tem mais credibilidade comigo.

Fui ver fontes oficiais. Instagram e contas da Heard para começar, depois Vanessa Paradis, ex do Depp, amigos músicos, artistas que trabalharam com ele e mais uma pá de gente ligadas ou não ao Depp e os comentários a respeito da Heard eram sempre os mesmos. Que ela literalmente corria atrás dele e fazia de tudo para estar ao lado dele. Fofo? Bem, talvez. Se uma pessoa é agressiva você não faz questão de estar com ela, certo? E se um relacionamento é abusivo, bem festas com amigos  e afins você não comparece né?

Não sou muito fã da ideologia feminista. Na verdade toda ideologia cega que não vê a totalidade de um fato eu não me enquadro.  Mas nesse caso em especial, eu não estou defendendo o Johnny, tô defendendo o que é certo.

Julgar por “provas” que podem ser muito bem produzidas no mundo de hoje e a ausência de um julgamento e claro uma condenação a respeito de pela justiça americana que convenhamos está bem longe de ser como a brasileira, pois lá se fez, paga e paga de fato sem direito a fiança ou qualquer outra regalia e  a aplicação da lei não difere entre o rico e o pobre, é no mínimo presunção.

Confio no que vejo do Depp ao longo desses anos todos em que acompanho a vida dele de cabo à rabo. Dei a ele o benefício da dúvida e enquanto a justiça americana não condená-lo, eu é que não o farei.

Depois de tanto tempo…

large

Se tem algo que não controlamos é a vontade de Deus. E depois de algumas quedas e outros tombos  isso se tornou um aprendizado valioso. Quando decidi me dedicar única e exclusivamente a igreja deixei meu destino nas mãos de Deus. Falei para Ele que seja feita a Vossa Vontade. Se for de Tua vontade eu ser uma jornalista em alguma redação, eu sei que isso vai acontecer. Porque quando Deus quer, meu amigo, não tem neste mundo quem ou coisa que interfira. Então decidi para de tentar e esperar a resposta Dele. E as coisas a partir daí apenas começaram a acontecer. Propostas de trabalho com a fotografia, dinheiro entrando, amigos novos surgindo, uma nova família, coisas pequenas, mas grandiosas em essência. Deus pode demorar para ouvir, mas quando Ele faz, Ele capricha.

Contudo, aprendi que, não adianta ficar se martirizando porque não consegue algo, como emprego por exemplo. Foi a partir do momento em que confiei em Deus e comecei a ser paciente e esperar que fosse feita a Vontade Dele e entreguei meus planos, projetos e vida em suas mãos que as coisas começaram a acontecer. Algumas não da forma que eu gostaria, mas ainda sim foram melhores do que eu havia pedido.

Por este motivo…

Depois de tanto tempo, Deus, eu finalmente entendi que esperar as vezes é melhor que correr loucamente atrás.

Obrigada!

Carta aberta à Deus

Nesses últimos dias tenho refletido sobre mim. Meditado sobre lembranças, coisas que já passei, escutei, vivi. Meditado em torno do mundo que conhecia.

Até dois meses atrás  o mundo se voltou para a minha história. Toda a mídia veio ao meu encontro para saber como superei uma síndrome, que na verdade ainda não deixou de existir. E durante todo esse tempo vesti minha máscara e fingi sorrir. Fingi estar bem porque pessoas precisavam ter algo que eu já não tinha. Precisavam ter esperança! Superei as adversidades físicas de tal síndrome, mas não as palavras  que por causa dela escutei. E como se não fosse o bastante, alguém que eu confiei tudo isso e que parecia ser meu amigo se mostra exatamente o inverso. Isto foi mais do que o suficiente. Perdi qualquer animo de me relacionar com quem quer que seja. Me tranquei por meses no quarto. Saia pouco, só por obrigação, inventava desculpas para recusar convites, não queria contato com nada, nem ninguém e pensei por varias vezes em suicido, tamanha era a dor que esta ultima decepção tinha me causado . Eu até hoje me pergunto o que deu nele para fazer o que fez. Fingir por tanto tempo ser meu amigo e depois vir dizendo que não gostava de mim. Tudo isso acabou comigo, porque quem me conhece sabe que não sou muito boa para fazer amizades e que me apego facilmente quando acontece de alguém por livre espontânea vontade querer algum tipo de amizade comigo. Enfim, entrei em depressão depois disso. Larguei gostos, larguei mão de companhar até artistas que acompanhava. Deixei de acreditar em tudo e como se fosse um ultimo suspiro, Deus, eu te pedi: Seja como for, só me leve. Não quero mais continuar aqui. Fiquei duas semanas pensando em um jeito de tornar tudo mais rápido e de uma forma que meus pais não interferissem. Por sorte, todas as coisas que pensei deu errado. Foram meses fechada e ninguém se quer desconfiou, Meu Deus o que acontecia. Era só Contigo que eu me apegava e implorava que me desse coragem suficiente para acabar com a minha vida. Mas, Tu não me escutou.  Pelo menos não o que pedia. Fez melhor, colocou um de seus servos em meu caminho. Um sacerdote, alguém que fez que eu saísse de casa e voltasse ao lugar que eu tinha conhecido aquele que mais me fez mal. Um lugar que eu havia jurado não retornar.  Uma pessoa que reforçou minha fé em ti , Deus. Uma pessoa que hoje chamo de pai, mesmo que a idade seja de um irmão mais velho. Alguém que tem me ajudado a lidar com essas tristezas que aos poucos estão se curando. Deus, quando te pedi a morte, Você me deu a vida novamente. E eu agradeço infinitamente por isso!

Hoje voltei para a Sua casa. Estou de volta a Igreja. Tu me destes um pai, alguém que eu posso confiar e que me aconselha quando preciso. Me trouxe de volta a vida, me trouxe de volta o ânimo e me tem dado a oportunidade de conhecer pessoas novas, de reescrever minha história e de ajudar tantas outras pessoas com ela. E mesmo que eu disfarce para o mundo, a depressão ainda está por aqui, ela ainda se manifesta quando nada me anima, só que ainda sim lhe agradeço Deus. Pois, hoje se eu cair, Tu irás me levantar. E se eu não levantar, permanecerás ao meu lado até que eu me fortaleça novamente. Pois, Ninguém, e hoje eu sei disso, Me ama como Vós! E Este amor, hoje, Deus, eu lhe afirmo, é reciproco! E tudo que eu puder fazer em Tua Casa, Deus, eu farei para ti. Por amor, por gratidão e sobretudo, porque sei que és, meu Melhor amigo!

Obrigada!

E…

Não me deixe desistir, não me deixe desanimar, não me deixe voltar atrás… SENHOR!

De todos os loucos do mundo, escolhi você…

ddf

“De todos os loucos do mundo escolhi você, porque a sua loucura parece com a minha” e com essa música eu inicio meu texto especial do Dia do fã.

Hoje é um dia que eu me coloco como integrante. Algumas pessoas me questionaram ultimamente quem são as minhas inspirações. São tantas que passaria uma vida falando delas. Artistas da música e do cinema, escritores, jornalistas e diretores.  Sem contar os animes, sagas e séries, cujas histórias também trazem algum tipo de inspiração para mim .

Sou apaixonada por estas coisas. Muitos julgam futilidade, coisa de criança, adolescente, que seja! Mas só eu sei a importância que cada uma dessas coisas tem para mim.

Sou fã de artistas, animes, séries, sagas, livros, autores. Sou fã de tudo aquilo, usando as palavras de Renato Russo na música Sereníssima, desperta o meu desejo. Em outras palavras, sou fã daquilo que me inspira de alguma forma,  mas que meu coração por algum motivo escolha gostar.

Porém, não faço o tipo de fã histérica, que chora, grita, só diz ‘lindo’ e tudo mais. Eu sou daquelas fãs que procuram  acompanhar as novidades da coisa que gosta, ter tudo sobre, saber tudo sobre e que acima disso tudo,  tiram dessa admiração algo para a vida. De tudo que sou fã procuro tirar algo bom, um aprendizado para a vida. Por este motivo não me refiro a eles como ídolos, mas sim como exemplos,  sejam eles como profissionais ou pessoas que eu gostaria de ser um dia. Boa parte destes exemplos está na música e no cinema. A outra parte das minhas referencias estão nos animes, séries, livros e sagas  que vejo. Dos animes e ou mangás que vejo, posso citar Kamisama Hajimemashita, onde aprendi que as vezes  é preciso dar uma chance para alguém provar que é capaz de mudar. Inuyasha, que é outro anime que vejo e revejo quase que sempre mostra através do personagem principal que o amor é capaz de transformar até o coração mais arredio. E neste mesmo grupo de animes e mangás, também sou fã de Hiiro no Kakera, Kuroshitsuji, Hakuouki e Inu x Bolu SS.

Saindo deste grupo e indo para as séries, não perco um só episódio ou novidade sobre Supernatural e The Big Bang Theory. E antes disso já era fã de House M.D. Uma série que me apresentou Hugh Laurie, do qual me tornei fã também e descobri tempos depois que além de um ator brilhante é um exímio instrumentista.

Quanto as sagas, nem preciso dizer que sou PotterHead né? Sou fã de carteirinha da saga criada por J.K Rowling. Boa parte dos atores cinematográficos que gosto saiu dos filmes que foram inspirados em sua obra. E mesmo apesar de tanto tempo, Harry Potter ainda possui fãs que como eu, vê, revê e torce para a volta do jovem bruxo nas livrarias e nos cinemas.

Contudo, como disse anteriormente a lista é enorme. Ficaria uma vida toda falando dessas coisas que apesar de muitos acharem uma futilidade, são coisas e pessoas que Deus colocou no meu caminho com uma única finalidade: o de me fazer bem. Porque mesmo que eu não conheça a maioria deles, só de saber que eles existem já me basta. Afinal ser fã é isso, você gosta e na maioria das vezes nem sabe o porquê. Só gosta! E gosto é que nem aquele buraco… Que cada um tem o teu e temos mais é que respeitar!

E aos meus ídolos…

Se não fosse vocês não seria o que sou hoje e nem mesmo teria os valores que carrego comigo!

Logo…

Thanks!

Arigatô Gozaimasu!

Gracias!

Merci!

Obrigada!!!

TOP FIVE: músicas que não saem da minha playlist

fone

Tem música que não importa o quanto o tempo passe, elas continuam na nossa playlist, porque temos dó de tirá-las dali. Eu vou citar cinco das sei lá quantas músicas que permanecem não importa o momento na minha playlist diária.

Let’s Go… Baby!

1º) Highway to Hell – ACDC

Escutei essa música a primeira vez em 2007. Foi amor a primeira vista pela música e pela banda. E até então eu não possuia nenhuma banda de Rock favorita. ACDC veio para ocupar este lugar. E estou aqui até hoje sonhando em ver ‘in loco’ essa maravilha do rock internacional🙂

2º) Sonho de uma flauta – O Teatro Mágico

Conheci o Teatro Mágico em 2008. Pude ir a um show deles em 2013. Conheci todos do grupo e ouvi essa música grudada na grade de frente para o vocalista. A letra e a melodia são apenas muito amor. É uma das músicas que me acalmam em dias de tempestade.

 3º) Perfect – P!NK

O que dizer, né produção? Alecia Moore é paixão, é amor, é diva, é inspiração da vida e esta música em questão é a minha favorita de todas as favoritas. A letra que nada mais parece que um protesto contra o preconceito estético e a busca da beleza perfeita tem um pouco das coisas que defendo. Resumindo, P!nk em boa parte de Perfect me definiu, apenas.

4º) Mais que um mero poema – Rosa de Saron

Rosa de Saron é para inicio de conversa uma banda de música católica, mas cujas letras na voz do vocalista Guilherme de Sá parecem ganhar vida de tanto que nos tocam. E a música Mais que um mero poema  é uma dessas músicas cuja a letra é forte e passa um recado atual sempre. Tratando da violência e do abandono social, Mais que um mero poema acaba por ser um poema cuja mensagem nada mais é que um protesto contra a desigualdade social.

5º) Hallelujah – Jeff Buckley  

Se você pensou na música do filme Shrek, acertou. É ela mesmo, porém a versão do Jeff não é a versão do filme e ao contrário do que alguns pensam ela não é uma música gospel. Hallelujah é uma declaração de amor de um homossexual para o seu pretendido parceiro. Ou seja, nem preciso dizer que gosto dela justamente por ser uma música que aborda o amor como ele é, sem distinção de raça, credo ou no caso, orientação  sexual.

Essas são só cinco das músicas que nunca saem da minha playlist. Cinco músicas de uma lista que vai de Ney Matogrosso à Cazuza, Guns N’ Roses à Diogo Nogueira e de Tom Jobim à Elvis Presley.

” Sem a música a vida seria um erro” 

                                          – Nietzsche

Olhos de fim de tarde

yukizakura2ba2bbela2bcombinac3a7c3a3o2bda2bneve2bcom2bo2bsakura2b9

Nevava, e lá ele estava

Encostado na beirada da porta

Olhando o horizonte fixamente

Como se aquele cenario pudesse desvendar

Quais linhas seguir naquela estrada

Coberta pela falta de vida de um branco que se apresentava

Seus olhos refletiam a cor 

Era um alaranjado apagado

Um roxo funebre

e por fim… 

Escuridão

E diante da paisagem branca, 

repousou

Com as pétalas da cerejeira 

caindo e aquecendo um sono do qual não iria mais acordar

Porque eu defendo as crianças com Microcefalia?

Eu resolvi escrever isto antes que venham me acusar de algo que não penso ou sou.  Para começar comecei a ser porta voz deste grupo até então desconhecido pela massa sem querer. Mas já que as coisas seguiram assim eu aceitei de bom grado. Afinal, um dos papeis do jornalista é ser o porta voz de pessoas e logicamente histórias que ninguém conhece. Fora dar todos os lados de uma mesma moeda.

E mesmo que não sendo médica ou especialista no assunto, com o aumento do número de casos da Microcefalia eu comecei a ser procurada por conta de um livro que escrevi sobre esta má formação. Como sou portadora tal ideia de escrever um livro sobre surgiu quase naturalmente. Porém, não conto apenas a minha história neste livro. Mas, também a de outros 5 casos.

OK! Mas porque eu fiz isso?

Para puramente ajudar as pessoas a conhecerem a má formação.

Assim como eu, existem neste país a fora outros casos onde a Microcefalia se apresenta com menos impacto e assim o individuo consegue estudar, brincar se desenvolver, mesmo com algumas poucas limitações.

Hoje em dia a medicina está muito mais avançada do que na época em que nasci por exemplo. Temos entidades que ajudam crianças com necessidades especiais sem cobrar nada, como a AACD. Fora que eu conheço a Microcefalia por experiência propria e claro através de outros casos dos quais eu tive acesso e dos mais diversos.  E foi conhecendo estes casos que eu percebi que a frase…”A persistência é o caminho do êxito” pode ser facilmente aplicada nestes casos.

Crianças com microcefalia surpreendem e muitas vezes de um ponto de vista positivo. Eu sou prova disso, as filhas da Simone Tavares, a Patricia e a Adriana são prova disto, entre tantas outras crianças de mães que estão no grupo Pais de crianças portadoras de microcefalia do facebook são prova disto. E neste grupo acompanho a luta delas e sobretudo o amor delas com suas crianças, sejam elas como forem. E é por este amor e por ver que ali tem muita criança com mais força de viver que muita gente dita normal que eu defendo que sim, um portador de Microcefalia tem o direito de vir ao mundo e merece ser cuidado e acompanhado como se deve. Pois, eu sei que o impossivel é invisivel aos olhos daquele que acredita ser capaz.

 

Espero ter sido clara neste texto. Um beijo na alma!