25 anos sem Cazuza

E lá se foram 25 anos sem o poeta do amor exagerado. 25 anos sem Cazuza. Mas, mesmo se passando tanto tempo assim, suas músicas ainda estão presentes. Seja em um comercial, seja em um protesto, Cazuza vive na obra que deixou.

Como queria tê-lo conhecido. Estado no seu tempo, mesmo que hoje suas músicas nos defina socio e politicamente falando. Um Brasil que agora mostra sua cara atras de alguma ideologia. Cazuza seria desses, desvirtuados que a sociedade dos bons costumes condenaria, mas quem poderia achar que ele está derrotado? Depois de tanto tempo ele ainda rende o que falar. Rende views em um comercial, rende homenagens, rende lembranças seja aqui ou em um trem para estrelas.

Sorte ou azar ser tão lembrado assim? não sei! A esta altura, onde os sonhos já foram todos vendidos e tão barato que eu nem acredito, Cazuza provavelmente enlouqueceria e mesmo que por quase um segundo ele se sentiria um maior abandonado sem saber o que fazer para ver o dia nascer feliz outra vez. Em dias como o de hoje, nesse mundo que é um moinho, Cazuza inventaria um amor, um amor para proteger, um amor pra dizer, um amor para ser poema, para ser grande, para ser seu.

Hoje, Cazuza seria não só poeta, mas sobretudo um defensor de todas as formas de amar e viver!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s