Sobre 2015 e as metas para 2016

Finalmente acabou. E já não era sem tempo. Este ano pareceu uma eternidade de tanto que demorou a passar. Mas, Graças a Deus, não posso reclamar dele. Foi, apesar de tudo, um ano muito bom.

Em 2015 finalmente conclui o curso de jornalismo. Curso este que escolhi por puro amor a profissão.

O livro que escrevi sobre a Microcefalia e minha experiência com ela para o Trabalho de Conclusão de Curso me rendeu um contato maior com o jornalismo que eu nunca imaginaria que ia ter um dia. Poder contar a minha história a colegas e amigos profissionais deste ramo e mais do que isso, ajudar, através deles, outras pessoas a entenderem melhor a má formação que tem assustado muita gente por causa do Zika Vírus foi, definitivamente, a melhor coisa deste ano.

Fiz novas amizades lindas. Viajei neste Natal. Conheci histórias e pessoas maravilhosas. Comecei colocar em pratica o amor pela fotografia. Por sinal, 2015 posso dizer que ficou marcado como um ano produtivo.

Porém, ele já está no final. E 2016 já está desesperado, louco e ansioso para ocupar o seu lugar. E para este ano que vem chegando eu tracei três metas, apenas:

> Conseguir um emprego

> Emagrecer

> No fim de 2016 conseguir ir para SP & Londres passar Natal e fim de ano. Dois lugares que amo e espero passar pelo menos uma semana em cada!

Essas são as minhas metas para 2016. Poucas, mas difíceis. Só que uma puxa a outra. Então, o mais importante agora é trabalhar ou arranjar um emprego. E a partir daí, o resto é só correr atras.

large

Anúncios

Selfie: em meu autorretrato, a microcefalia é diferença e motivação disponível online

book

Capa do livro

Depois de muitas pessoas me procurando para ler o livro que escrevi como projeto de conclusão do curso de Jornalismo, resolvi então disponibiliza-lo online.

O livro Selfie: em meu autorretrato, a microcefalia é diferença e motivação estará linkado na barra lateral permanentemente. Para ter acesso é só clicar na imagem da capa do livro ao lado e o leitor será direcionado para o PDF do livro.

Espero que a minha história e de outros cinco personagens ajudem as mães já gravidas a se acalmarem quanto a microcefalia, já que a síndrome se tornou uma constante na vida de muitos devido o Zika Vírus. E aquelas que ainda não engravidaram aconselho esperarem essa onda passar, para que não corra os riscos.  Pois, apesar da Microcefalia não ser tão assustadora quanto parece ser, ela ainda sim pode trazer danos ao nascituro. Pois, esta síndrome é uma caixinha de surpresas e cada caso é um caso, principalmente quando se trata da microcefalia. Então todo cuidado é pouco e toda a atenção e informação sobre o assunto, necessária.

Clique aqui para acessar o PDF do livro