TOP FIVE: músicas que não saem da minha playlist

fone

Tem música que não importa o quanto o tempo passe, elas continuam na nossa playlist, porque temos dó de tirá-las dali. Eu vou citar cinco das sei lá quantas músicas que permanecem não importa o momento na minha playlist diária.

Let’s Go… Baby!

1º) Highway to Hell – ACDC

Escutei essa música a primeira vez em 2007. Foi amor a primeira vista pela música e pela banda. E até então eu não possuia nenhuma banda de Rock favorita. ACDC veio para ocupar este lugar. E estou aqui até hoje sonhando em ver ‘in loco’ essa maravilha do rock internacional 🙂

2º) Sonho de uma flauta – O Teatro Mágico

Conheci o Teatro Mágico em 2008. Pude ir a um show deles em 2013. Conheci todos do grupo e ouvi essa música grudada na grade de frente para o vocalista. A letra e a melodia são apenas muito amor. É uma das músicas que me acalmam em dias de tempestade.

 3º) Perfect – P!NK

O que dizer, né produção? Alecia Moore é paixão, é amor, é diva, é inspiração da vida e esta música em questão é a minha favorita de todas as favoritas. A letra que nada mais parece que um protesto contra o preconceito estético e a busca da beleza perfeita tem um pouco das coisas que defendo. Resumindo, P!nk em boa parte de Perfect me definiu, apenas.

4º) Mais que um mero poema – Rosa de Saron

Rosa de Saron é para inicio de conversa uma banda de música católica, mas cujas letras na voz do vocalista Guilherme de Sá parecem ganhar vida de tanto que nos tocam. E a música Mais que um mero poema  é uma dessas músicas cuja a letra é forte e passa um recado atual sempre. Tratando da violência e do abandono social, Mais que um mero poema acaba por ser um poema cuja mensagem nada mais é que um protesto contra a desigualdade social.

5º) Hallelujah – Jeff Buckley  

Se você pensou na música do filme Shrek, acertou. É ela mesmo, porém a versão do Jeff não é a versão do filme e ao contrário do que alguns pensam ela não é uma música gospel. Hallelujah é uma declaração de amor de um homossexual para o seu pretendido parceiro. Ou seja, nem preciso dizer que gosto dela justamente por ser uma música que aborda o amor como ele é, sem distinção de raça, credo ou no caso, orientação  sexual.

Essas são só cinco das músicas que nunca saem da minha playlist. Cinco músicas de uma lista que vai de Ney Matogrosso à Cazuza, Guns N’ Roses à Diogo Nogueira e de Tom Jobim à Elvis Presley.

” Sem a música a vida seria um erro” 

                                          – Nietzsche

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s